quarta-feira, 23 de julho de 2008

O Corpo - Hanif Kureishi


"O silêncio parecia sublime.
-O que havemos de fazer agora?-perguntou Ann.
-Ainda não sei-mas a seguir, ele respondeu. -Ai isso é que eu sei.
-O quê?
Ele estendeu-lhe a mão. Na casa de banho, ela despiu-se e pôs-se de pé com o pé assente na borda da banheira, para ele a ver antes de ela se sentar. Ele encheu o jarro com água das torneiras do lavatório e despejou-a por cima dos cabelos, do corpo e das pernas. O rosto dela animou-se e os seus olhos estavam vivos e cheios de brilho, a olhar para ele e para a água que caía em cascata."

Bastou um gesto e ela voltou a ter a alegria que faltava na sua vida. Apercebeu-se de tudo o que estava a perder e que a felicidade lhe estava a escapar. "Acordou" e, como ela, também eu. Vocês que estão na foto são algumas das pessoas que mais contribuíram para isso.
Querem melhor felicidade que esta? Tenho amigos maravilhosos, dias e noites espectaculares, um Verão fantástico! Será que preciso de mais alguma coisa? Talvez, claro... Mas com o tempo tudo se consegue ;)

Sem comentários: