domingo, 26 de outubro de 2008

No mínimo diferente...

Ontem à noite fui tomar café com a minha mami quando me deparei com uma mulher vistosa, que se encontrava sozinha. Tinha tomado 3 cafés desde que estava sentada e fumava intensamente... De repente, entra uma homem um pouco atordoado, que estava um pouco bebedo. Tinha chegado de táxi quando entrou no salão de chã e percorreu todo o espaço com o olhar já um pouco tremido. Perguntaram-lhe o que procurava ao que este respondeu que procurava bem estar. Enfim! Denunciou-se a si mesmo e à mulher que já lá se encontrava. Dirigiu-se a esta e cumprimentaram-se timidamente, quase que até posso dizer a medo. Apercebi-me de imediato que não se conheciam. Quando se sentaram e começaram a falar percebi que eram perfeitos desconhecidos um para o outro e percebendo a conversa e os gestos entre os dois constatei que a mulher era prostituta ou "acompanhante". É caso para dizer que "acontece cada coisa..." Enfim, é o mundo que temos... Mas até foi uma cena engraçada de se ver, pois o homem estava nervosissimo, até mesmo aflito como se fosse a primeira vez que tal situação lhe acontecesse.

Sem comentários: