segunda-feira, 27 de julho de 2009

Forever Young

A música persegue-me!
Todos os dias, a todas a horas, esteja onde estiver... Dou por mim a embalar o meu próprio corpo ao som de uma música que canto mentalmente. Às vezes os amigos até me perguntam se eu fui muito embalada pela minha mãe quando era pequena, mas eu respondo logo com um sorriso rasgado que "não!", pois, como já disse antes, é devido à música que estou a cantar na minha cabeça. Se calhar alguém que não me conhece vai achar que eu sou uma maluquinha qualquer mas não faz mal.
Por vezes isto é o melhor que me acontece. Para me abstrair, para me distrair, para relaxar, principalmente se não puder cantar em voz alta, é uma boa solução sem dúvida!
Mesmo quando vou a conduzir tenho de ter sempre no rádio um cd ou uma estação qualquer de jeito para me distrair senão dou em maluca com os condutores horríveis que às vezes apanho na estrada... Enfim!
E isto tudo só para vos deixar aqui uma música fantástica (pelo menos para mim) dos Youth Group.
Quer dizer... É claro que a música é muito mais! É como que uma caracterização dos nossos sentimentos, de vivências, de gostos, de vontades, de instintos de várias ordens, de emoções, de significados...

Quantas vezes uma letra de uma música não é a definição da nossa vida num dado momento dessa?
Quantas vezes não nos faz lembrar uma certa pessoa ou algum momento especial?
Quantas vezes não atribuímos uma música a alguém muito especial nas nossas vidas?
Quantas vezes não choramos por causa de uma música que é a fotocópia da nossa vida?
Quantas vezes não dizemos que a nossa vida dava um filme?
Bem... Na minha opinião davam grandes musicais!



Forever Young

Let's dance in style, lets dance for a while
Heaven can wait we're only watching the skies
Hoping for the best but expecting the worst
Are you going to drop the bomb or not?

Let us die young or let us live forever
We don't have the power but we never say never
Sitting in a sandpit, life is a short trip
The music's for the sad men

Can you imagine when this race is won
Turn our golden faces into the sun
Praising our leaders we're getting in tune
The music's played by the mad men

Forever young, I want to be forever young
do you really want to live forever, forever, forever...
Forever young, I want to be forever young
do you really want to live forever? Forever, forever...

Some are like water, some are like the heat
Some are a melody and some are the beat
Sooner or later they all will be gone
why don't they stay young

It's so hard to get old without a cause
I don't want to perish like a fleeing horse
Youth's like diamonds in the sun
and diamonds are forever

So many adventures couldn't happen today
So many songs we forgot to play
So many dreams swinging out of the blue
We let them come true

Forever young, I want to be forever young
do you really want to live forever, forever, forever...
Forever young, I want to be forever young
do you really want to live forever, forever, forever...

Forever young, I want to be forever young
do you really want to live forever?

quinta-feira, 23 de julho de 2009

"A Outra Margem"



Aqui está o trailer oficial do filme português "A Outra Margem" realizado por Luís Filipe Rocha.
Este filme retrata a vida de um homossexual e de um adolescente portador de Síndrome de Down. Estes são ainda hoje vistos, no nosso país e em muitos outros, como estigmas o que os leva, muitas vezes, à "outra margem" da vida.
Além do interesse da história e da importância de falar sobre tais estigmas, o filme tem como fundo a cidade de Amarante.
É com muito orgulho que eu, enquanto Amarantina, digo isto, pois é sinal de que alguém com muito bom gosto já conhecia a magnífica cidade que é e achou-a merecedora de ser espaço físico de um filme.
Não tive oportunidade de ver o filme quando estreou mas fica aqui prometido publicamente que vou tratar disso logo que possa!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Há cada coisa...

"Homens sempre querem ser o primeiro amor da mulher e mulheres sempre querem ser o último romance do homem"

Oscar Wilde

terça-feira, 21 de julho de 2009

Uma Aventura no monte

Uma amiga minha fez hoje anos e como estamos de férias decidimos ir até ao rio.
Como grandes aventureiros que somos fomos descobrir lugares novos por terras de Amarante. Andamos quilómetros e quilómetros e quando eu dizia "Está quase" ainda faltavam mais uns largos quilómetros. Já estávamos muito afastados da "civilização" quando ficámos sem rede!
Não havia ninguém nos próximos 20 ou 30 quilómetros, sem rede e com uma carrinha sabe-se lá do quê um pouco mais à frente do nosso carro.
Quando finalmente chegamos a algum sitio, que era nada mais nada menos do que uma ponte perdida no meio de nenhures, com pedregulhos e ervas a impossibilitar a passagem para o rio, encontrámos uma moto encostada à ponte e não haviam sinais de alguém por perto, quer a pescar ou pelo menos ali perto. O melhor de tudo é que vinhamos três pessoas num carro, duas noutro e este último ficou para trás e estava a demorar muito para chegar perto de nós. Não ouviamos barulho de motores nem nada parecido. Estavamos sem rede, tinhamos perdido os amigos e não sabiamos se haviamos de voltar para trás ou ficar ali.
Enfim! Foi uma tarde complicada mas engraçada!
Entretanto voltamos à cidade e acabamos por ir para o parque florestal junto ao rio rodeados por àrvores, areia, pescadores e rãs.
Não foi a melhor tarde de sempre mas divertida e diferente foi com certeza!