sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O que mais custa...



É olharmos para um dos nossos pilares e vê-lo a chorar.
O que nunca acreditarmos ir acontecer surprende-nos mais que tudo.
O que mais custa é sentirmo-nos impotentes, sem poder para mudar nada...