segunda-feira, 27 de outubro de 2014

E não é que fui ao futebol?!

E se achavam que o blogue era só sobre temas fofinhos, queridinhos e em defesa dos mais vulneráveis desenganem-se.Ontem deu-me para isto:


Pois é, contra todas as expectativas para um domingo de tarde... fui ao futebol! 
Claro, quem me conhece sabe perfeitamente que não morro de amores por futebol, principalmente quando falamos em ver um jogo pela televisão... Agora quando falamos em ir ver um jogo a um campo, in locco, mesmo a sério, isso já é outra coisa.
Até se pode lá chegar impávida e serena, tranquila da vida a pensar que nunca mais começa aquela treta para depressa nos despacharmos... Mas quando o árbitro apita, o jogador dá o pontapé de saída e começa o jogo, meu deus. A adrenalina faz-nos fervilhar! 
Quando damos por nós, estamos a gritar pelos jogadores, a bater palmas, a chamar nomes menos corretos ao árbitro (admito), de pé a esbracejar... Estarmos até aos últimos minutos à espera de um milagroso golo que nos dê a vitória, a bola a voar bem alto, os jogadores desorientados a darem o tudo por tudo para tentar alcançar a vitória, chegarmos ao fim, o árbitro apitar e... nada. Enfim!

Loucuras de:


Primas, pois claro!
Só podia dar nestas aventuras. A minha companheira de viagens mais atribuladas e divertidas. Sem ti não era, de todo, a mesma coisa. É assim, também não vamos ser tão sectários... A verdade é que a tarde acabou nas compras, onde mais poderia ser?! :-)
Mas fica prometido, de quando em vez lá iremos nós ao futebol. E a seguir às compras... As mulheres são assim... Ou pelo menos nós somos e gostamos :)

P.S.: Ainda quanto ao futebol... Existem sempre várias variáveis a analisar durante o mesmo, e mais não digo. ;-)


2 comentários:

mónica disse...

enquanto lia a tua descrição, conseguia mesmo imaginar-te indignada com o árbitro e a puxar pelos jogadores hehe saudades da tua companhia! beijinho

Andreia Sampaio disse...

Ainda bem que consigo exprimir-me mais ou menos bem :)
Também tenho saudades querida! um grande beijinho